As principais diferenças entre a Bitcoin e a Ethereum

Criado: 13 de Junho, 2019 Criptomoedas

Vamos começar por esclarecer uma dúvida comum sobre a Ethereum.

Muitas pessoas confudem a Ether com a Ethereum. Enquanto que a Ethereum é uma plataforma baseada na tecnologia Blockchain, a Ether é a criptomoeda que alimenta essa plataforma.

Apesar de muitas exchanges como a Coinbase, lhe chamarem de Ethereum, o nome dado à criptomoeda é mesmo Ether.

Podes concluir que o que compras e vendes é a Ether.

A Bitcoin foi a primeira moeda virtual que captou a atenção do público em geral e tornou famosa a tecnologia Blockchain e todo o conceito de descentralização. É considerada a primeira geração de criptomoedas.

Alguns anos mais tarde de surgir a Bitcoin, surgiu a plataforma Ethereum que adoptou muitos dos princípios da já existente Bitcoin como a tecnologia Blockchain que é utilizada na plataforma.

O que mais difere a Ethereum da Bitcoin é que esta plataforma permite executar e desenvolver contractos inteligentes e aplicações descentralizadas. É assim considerada uma criptomoeda de segunda geração pelo que veio trazer de novo ao mercado.

Número em Circulação

Outra diferença é o número de criptomoedas que podem estar em circulação.

Quando a Bitcoin foi desenvolvida foi estipulado que o número máximo de Bitcoin em circulação são 21 milhões.

Já a Ethereum não tem qualquer limite imposto. Isto implicou que o valor da Bitcoin fosse subindo consoante a sua procura. Já a Ethereum se algum dia impôr um limite é expectável que o seu valor também tenha uma subida muito alta.

O propósito das duas criptomoedas

A Bitcoin foi criada para se tornar num método de pagamento alternativo com o objectivo de um dia conseguir substituir o sistema financeiro actual.

Já a Ethereum foi criada para facilitar a criação de contractos e aplicações Peer-to-Peer através da moeda Ether.

Nota: O conteúdo deste blog é exclusivamente para ajudar e partilhar conhecimentos.
Qualquer erro que seja detetado por ti, por favor, avisa-me. Quanto melhor for o conteúdo, melhor para todos nós.

Partilhar este artigo