Ubuntu 19.10 vai deixar de suportar versões 32-bits

Criado: 23 de Junho, 2019 Linux

O anúncio foi feito há pouco tempo mas já existe uma grande controvérsia sobre este assunto.
Esta mudança chegará com próxima a versão 19.10 do Ubuntu, impedindo que utilizadores da 18.10 com processadores 32-bits possam fazer o ugprade para a 19.10.

As distribuições Linux são muito utilizadas em sistemas antigos e com hardware desactualizado, principalmente pelo facto de serem rápidas e bastantes leves comparadas com outros Sistemas Operativos.
Muitos têm criticado esta medida por dizerem que isto vai desecorajar utilizadores com poucos conhecimentos informáticos de se iniciarem no Linux e outros chegam mesmo a afirmar que irá ter um impacto negativo em servidores que utilizam o Ubuntu com 32-bits.

No entanto, é importante realçar que segundo os dados da empresa, apenas 1% dos utilizadores Ubuntu encontram-se actualmente na versão 32-bits.

A arquitectura 32-bits restringe a utilização de 4GB de memória RAM para programas e nos tempos actuais é comum encontrar-mos portáteis de utilizadores regulares com 8GB ou 16GB, pelo se usarem 32-bits não iriam tirar o maior rendimento do hardware.

O que vai acontecer com as Distros baseadas no Ubuntu?

Distribuições baseadas no Ubuntu como o Kubuntu ou Mint também serão terão este impacto e deixarão de suportar 32-bits.

Nota: O conteúdo deste blog é exclusivamente para ajudar e partilhar conhecimentos.
Qualquer erro que seja detetado por ti, por favor, avisa-me. Quanto melhor for o conteúdo, melhor para todos nós.

Partilhar este artigo